AD

ONLINE

Reconhecidos

Pedagoga cria metodologia utilizando os estímulos das cores da cromoterapia no ambiente escolar

Pedagoga cria metodologia utilizando os estímulos das cores da cromoterapia no ambiente escolar




O livro Pedagogia das Cores – atividades coloridas, vem encantando professores e educadores. Em uma linguagem simples a pedagoga e escritora Solange Depera Gelles traz o conhecimento dos estímulos das cores da cromoterapia no ambiente escolar. Desde de 2011, trabalhando com a Pedagogia das Cores, a autora em suas pesquisas foi descobrindo muito mais e disponibiliza esse conhecimento no livro. O livro é rico na parte teórica, e a parte prática também está fazendo muito sucesso com mais de 80 atividades pedagógicas passo a passo, para o professor criar um ambiente estimulante e lúdico para a criança na hora do ensino-aprendizagem. A integração entre teoria e prática faz a diferença na sala de aula. 





Adquira seu livro clicando aqui: 
https://www.pedagogiadascores.com.br/produtos.html


CRIANÇAS PRECISAM SER ABRAÇADAS 12 VEZES AO DIA, DIZ ESTUDO.





De acordo com um estudo realizado no México e nos Estados Unidos, as crianças devem ser abraçadas pelo menos 12 vezes ao dia. 
Para  a psicoterapeuta americana Virginia Satir: "Precisamos de quatro abraços diários para sobreviver. Oito abraços diários para nos manter e doze abraços diariamente para crescer ". Como as crianças estão em constante crescimento, fica claro que uma criança precisa de 12 abraços por dia. 

De acordo com o estudo, os abraços provocam no corpo humano as reações abaixo: 

1. Ativa os receptores da pele e proporciona serenidade: O primeiro contato do abraço é com a pele. Ativar automaticamente os receptores da derme conhecidos como corpúsculos de Pacini. A pressão sobre esses receptores estimula o nervo vago, conectado ao cérebro e responsável, entre outras coisas, pela regulação da pressão arterial. Ou seja, a pressão gentil de um abraço consegue regular a pressão sanguínea e acalmar aqueles que estão nervosos ou sofrem estresse. 

2. Dopamina livre, o hormônio do prazer: Abraços liberam um neurotransmissor (um mensageiro químico do cérebro) chamado dopamina, que exerce um grande poder de alívio contra o estresse. A dopamina é também conhecida como "hormônio do prazer". Também está relacionado à criatividade e à capacidade de se relacionar ou socializar com os outros. 

3. Libera oxitocina, o hormônio do amor: Um dos hormônios que entra em jogo através dos abraços é a ocitocina, sim, aquele hormônio tão importante durante o nascimento e nascimento de um bebê. A oxitocina é conhecida como "o hormônio do amor". Responsável por gerar confiança para uma pessoa. 

4. Reduzir o nível de cortisol no sangue: o cortisol está relacionado com os níveis de estresse. Obviamente, ninguém quer ter altos níveis de cortisol. Um estudo realizado pelo Advanced Telecommunications Research Institute International em Kyoto foi capaz de demonstrar que os abraços reduzem imediatamente os níveis de cortisol no sangue. 






O que uma criança sente quando recebe um abraço?  

Sente-se amado pelos seus pais. 

Fortalece sua força isso lhe dá maior autoconfiança. 

Promove sua auto-estima 

Aparenta ser uma criança mais feliz. 

Melhora sua capacidade de interagir com outras crianças. 

Melhora sua empatia. 

Previne birras e raiva.


Recomendado para você